Reflexos

Ontem eu estive lendo alguns de meus posts antigos e me deu uma vontade de escrever novamente… 

Estou pensando em mudar algumas coisas no meu blog, mas nada confirmado ainda, quando eu me decidir conto para vocês!

Vamos ao post, então. Como não sei sobre o que queria falar hoje, decidi publicar um texto que escrevi recentemente… Mas antes, deixo o convite estendido para que me sigam no Instagram .

 

Reflexos 

Você já se olhou em um espelho? Analisando cada pequeno detalhe de seu rosto e admirando sua própria beleza?

É tão comum nos olhar no espelho, mas de forma corriqueira… Sempre que me olho, analiso minhas sobrancelhas, meus olhos, ok, confesso que não me agrado totalmente de minha aparência, no momento estou usando um elástico no aparelho cujo a cor deveria ser azul marinho, mas por alguma razão é roxo escuro… Mas isso não vem ao caso.

Alguns dias atrás, fiz uma máscara de gesso, onde o molde, base, chame-a como quiser, era meu próprio rosto, quando o gesso secou e pude retirar de minha pele, olhei fixamente para aquela pessoa relativamente desconhecida, o formato do rosto era meu, o nariz também, era eu, mas não era exatamente a minha pessoa… Que coisa, não?!

Para falar a verdade, não sei nem onde quero chegar com esse texto, apenas me veio a mente essas palavras e coloquei-me a escrever.

Mas analisando cada vez mais aquele molde de uma máscara ainda não terminada, a cada instante parece mais distante de mim, não consigo ver-me naquele gesso. E a cada momento que reflito e tento raciocinar sobre isso, mais me olho no espelho, tentando reconhecer-me, mas é tão difícil e nossa memória tão falha…

Não sei se já reparou nisso, mas as vezes esquecemos os rostos de nossos amigos mais próximos, sabemos como são mas não lembramos de sua feição, acontece de tal maneira que se torna difícil lembrar-nos deles e acabamos tendo que olhar fotos para relembrarmos de seus rostos.

Parece engraçado e até mesmo loucura dizer que não reconhecemos aquele reflexo no espelho que insistimos em dizer que nos pertence… Mas acredite, se observarmos a nós mesmos, de forma atenta e não apenas para conferir  se estamos prontos para sair à rua, podemos concluir que na verdade, ninguém reconhecerá sua própria feição.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s